quinta-feira, 7 de abril de 2011

Paternidade

Filho? 
Filho não é um poema que faço e te dou
E que doravante é só teu
Tendo apenas de mim
A assinatura de autor
Filho tem que ser como uma poesia
Que fazemos juntos
E que é nossa
Até que o mundo a ganhe
...Ou que que ganhe ele o mundo
Em sua existência
Independentemente do pai
Ou de quem assinou
Porque paternidade não é autoria
É parceria!

É convivência!
Da existência para a eternidade...

3 comentários:

Anônimo disse...

Q belas palavras... Bela no sentido estético pq expressa algo do humano que busca no transcender o negar de sua finitude. Como dizia o poeta Vinícius de Morais “E pq te fiz com o meu sêmen homem entre os homens, e te quisera p/ sempre escravo do dever de zelar por esse alqueire, não pq seja meu, mas pq foi plantado c/ os frutos da minha mais dolorosa poesia”. Mas, muitos humanos presos na matéria esquecem, como lembrá-los? Eis seu filho não por uma biologia mas por uma amorlogia.

Will Coelho disse...

Grato! Valioso comentário!

Geiza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ocorreu um erro neste gadget