terça-feira, 2 de abril de 2013

Ma Belle et Douce Nièce (Ahmina)


A boca doce angelical
Jolie sensual, escultural, a la Angelina
Ai, doce menina
Creio: Não pode ser acre o coração
Da boca que doces neblina
Cabocla linda
Linda 
Meiguice plena que estampa
Raro bem 

Este bem também 
Bem ensina
Nas línguas que dominas bem
Cultural, transcultural, universal
Intercâmbio natural a outras línguas
A esse bem que tu tens
Todo mal se detém
Se declina

Ahmina e Sales: valsa da formatura em Relações Internacionais 
A língua que à tua se enrosca
E que bem a dominas
Que seja ou se faça o bem mais doce
É boa sina
Pois bem de sorte é também
E das línguas de uma eterna menina
Reine a paz mundial da verdadeira
Sábia
E terna mulher 

Ma belle et douce nièce, Ahmina.    


Homenagem do tio poeta Salles de Oliveira (31/03/2013)

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget