segunda-feira, 10 de junho de 2013

Da Beleza ao Poeta

Beijo de Gildilene
Poesia é Arte. 
Arte é Beleza. 
E a beleza, tal como a arte, é EXpressividade: capacidade de EXteriorizar; pressão de sentimentos que EXplodem do interior para o EXterior do ser, como parte dele. 
Portanto, poesia é beleza pela expressão de sentimentos. 
Tal como os sentimentos, a poesia e a beleza carecem de expressão. Seu intuito é mostrar-se de dentro para fora; objetivar-se: tornar-se objeto acessível ao Outro, real, ao se realizar na apreciação do Outro. 
Lagoa do Bonfim
Tal como a beleza, a poesia tem algo de publicável. Precisa ser divulgada para ilustrar a vida, como peça educativa que é. Considerando que a poesia ensina, ela precisa ser compartilhada para evitar o contrassenso de privatização da beleza. Pois, sem ela a vida fica triste e pobre. 
Que graça tem a lua que não aparece?
Lua de Fernanda Augusto
Que graça tem o por do Sol se ninguém o vê?
Por isso, Artista Filho da Poesia! Oh, meu irmão Poeta! PUBLIQUE A PORRA DOS SEUS POEMAS! Contribua para a beleza dessa vida! 
Como você pode privar da beleza aqueles que não foram agraciados com ela? 
Exposição de Josué Flor
Ajude a educar a porra dessa geração que não lê! Não deixe que sua poesia se perca no tempo e no espaço, para divulgá-la quando você não puder mais se regozijar da sua obra, como quem parte sob a dor de não poder mais expressar seus sentimentos pelo ente querido nem saber do quanto era querido por ele! 
Por que ser apenas um ente partido, se pode sê-lo inteiro, realizado na interação com o Outro? 
Ao meu irmão Poeta, Sales de Oliveira!

4 comentários:

Gildilene Araújo disse...

Que prazer ver meu desenho em seu blog William! Te admiro pela pessoa inteligente que você é! Agradecida

Sales Oliveira disse...

Valeu cara, BRIGADO pela força vou criar vergonha -ou perde-la e publicar. Isto chega a ser mais que poesia, chega criar vida.

Will Coelho disse...

É isso aí, meu caro! A vida carece de beleza. E vc pode lhe dar, com sua poesia

Will Coelho disse...

Ooooooooooohbrigado, Gildilene, pelo prazer me permitido de publicar seu Beijo!

Ocorreu um erro neste gadget