sábado, 20 de julho de 2013

Desejo de Olhar

Nossos olhares se entrecruzaram
Rompendo barreiras
Cortando o espaço vazio entre tantos desatentos

Por sob a surdez de tantas falas
Por sob a mudez de tantas bocas

Enquanto as nossas calavam atônitas
Atentas
Ao dizer silencioso de quem se olha

De quem se vê passar nos olhos
De quem se vê ficar 
Nos olhos
De quem se olha
Nos olhos
De quem passa 
Brilhando
Acompanhando no olhar de quem fica
O desejo de olhar
O desejo
De quem olha...

4 comentários:

A R Gurgel disse...

Lindo!!!!

Will Coelho disse...

Valeu, poetisa!
Grato,Ângela!

Emanuela Fernanda disse...

Muito Lindo . Parabéns William !

Will Coelho disse...

Grato, Emanuela! É bom saber q vc gostou!

Ocorreu um erro neste gadget