domingo, 28 de novembro de 2010

Platão e a Escultura

O Carregador d'água. Esculpido em João Pessoa/PB (58052-197)
Ao ver essa escultura, eu não resisti. Eu tinha que fotografá-la. Ela me remete ao tempo de criança, pobre, em bairro carente, em Natal, onde crescemos precisando carregar água para abastecer em casa. Felizmente o bairro, embora carente das condições sociais, tinha rico manancial aquífero, banhado pelo rio Potengi. Por isso havia diversas cacimbas naturais, verdadeiros veios ou olhos-d'água, brotando constantemente da terra. Daí porque também eram chamadas de olheiros, ou ainda "oieiros".
Ao ver tal escultura, senti que precisava mostrar aos meus irmãos, tamanha representação da luta de casa em nossa infância. Então, passeando com o meu Platão, resolvi fotografá-lo junto à escultura, para mostrar que ela está em tamanho humano normal. Ele conferiu e assinou embaixo o livro de visitas caninas. Ele gostou. Não fez oferenda como as que ele deixa no pátio da igreja. Mas, gostou!

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget